Uma Perspetiva Global
ENRIQUECENDO VIDAS ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Alfabetização financeira é a educação, conhecimento e compreensão de várias habilidades financeiras para melhorar o padrão e a qualidade de vida. Envolve a capacidade de entender como o dinheiro funciona no mundo real: como alguém consegue ganhar ou fazer dinheiro, como essa pessoa o gere, como e onde a investe, e como o guarda ou doa para ajudar os outros. . Mais especificamente, refere-se ao conjunto de habilidades e conhecimentos que permite que um indivíduo tome decisões informadas, inteligentes e eficazes em relação a todos os seus recursos financeiros.

A Financial.org incorpora a capacidade, os conceitos, os conhecimento e a compreensão, juntamente com as informações e as habilidades financeiras num pacote conhecido como Lifetime Financial Education (Educação Financeira para a Vida) para melhorar as vidas das pessoas.

A autoridade australiana começou a Educação Financeira no início do ano 2000

O Governo australiano criou uma Força de Trabalho para o Consumidor Nacional e Literacia Financeira em 2004, que recomendou a criação da Fundação para a Literacia Financeira em 2005. Em 2011 a ASIC (Comissão de Valores Mobiliários Australiana) lançou uma Estratégia Nacional de Literacia Financeira  (www.financialliteracy.gov.au) - Informado por um relatório de pesquisa ASIC anterior "Literacia Financeira e Mudança Comportamental" - para melhorar o bem-estar financeiro de todos os australianos, melhorando os níveis de Literacia financeira. A estratégia tem quatro pilares:

  1. Educação
  2. Informações de confiança e independentes, ferramentas e apoi
  3. Soluções adicionais para promover uma melhoria do bem-estar financeiro e uma mudança de comportamento
  4. Parcerias com os setores envolvidos com a literacia financeira, medindo o seu impacto e promovendo melhores práticas

Cingapura investe na educação financeira dos seus cidadãos desde 2007

Em Cingapura, o Instituto Nacional de Educação criou o Centro de Literacia Financeira para Professores inaugural em 2007 para capacitar os professores a infundir a literacia financeira em determinadas áreas curriculares fundamentais para incorporar atividades pedagogicamente saudáveis de forma a envolver os alunos na aprendizagem. Através da Autoridade Monetária de Cingapura, o governo de Cingapura financiou a criação do Instituto de Literacia Financeira em Julho de 2012. Este Instituto tem como objetivo construir capacidades financeiras fundamentais num amplo espectro da população de Cingapura, fornecendo programas de educação financeira gratuitos e imparciais para adultos que trabalham e para as suas famílias.

Uma respeitada empresa Árabe iniciou a Educação Financeira em 2012

Na Arábia Saudita, a Sociedade para o Desenvolvimento e Economia da Arábia Saudita, SEDCO em resposta à enorme necessidade de um programa que ensine as pessoas a gerir o seu dinheiro de forma mais eficaz e para alterar a sua perceção em relação ao dinheiro como um recurso infinito, lançou em 2012 um programa que dá resposta a esta necessidade. Através deste programa chamado Riyali, 50.000 cidadãos da Arábia Saudita de diferentes esferas da vida, incluindo estudantes universitários, estudantes do ensino secundário e de um grupo com rendimento médio-baixo, aprendem aptidões financeiras básicas, tais como orçamento, poupança, investimento e outras aptidões vitais necessárias para tomar boas decisões financeiras na vida quotidiana.

Os americanos precisam de Educação Financeira mais do que nunca

O Departamento do Tesouro norte-americano criou o seu Gabinete de Educação Financeira em 2002; e o Congresso dos EUA criou a Comissão para a Literacia e Educação Financeira ao abrigo da Lei de Literacia e Educação Financeira de 2003. A Comissão publicou a sua Estratégia Nacional de Literacia Financeira em 2006. Para todos os esforços empreendidos, pesquisas recentes pelo Instituto para a Literacia Financeira & Conselho para a Educação Económica revelaram que 58% dos americanos não tem aptidões financeiros e conhecimento suficientes para gerir as suas finanças e investimentos corretamente.


Nos Estados Unidos da América vivem muitos milionários e bilionários, mas, como pesquisas recentes sugeriram, o americano médio fica para trás quando se trata de conhecimento financeiro e alfabetização. Como nação, os EUA têm sido o Déficit em Conta Corrente número 1 e isso continua a crescer ano após ano, com uma dívida global superior a 20 trilhões de dólares em março de 2018. Isso demonstra o quanto mais cidadãos, empresas e governos estão a ficar para trás e a pedir empréstimos aos seus homólogos estrangeiros. Como tal, é justo dizer que os americanos em geral estão, sem dúvida, em extrema necessidade de educação financeira básica, conhecimento e mentalidade.

Nações Unidas: A literacia financeira é essencial no desenvolvimento social e económico desde 2000

As Nações Unidas têm uma longa história de apoio à educação financeira e na promulgação das virtudes da literacia financeira. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio das Nações Unidas foram desenvolvidos como base para um roteiro e estratégia acordada por todas as nações e pelas principais instituições de desenvolvimento do mundo. As metas têm estimulado esforços extraordinários para reunir governos, ONG, empresas, fundações, universidades e outros atores importantes para desenvolver e avançar com um programa ousado sobre literacia financeira.

Os proponentes de literacia financeira na ONU estão a avançar agressivamente num esforço para ajudar a evitar contratempos financeiros para as centenas de milhões de indivíduos e famílias em muitos países desenvolvidos e do 3º mundo que estão expostos a um maior estresse financeiro em virtude da sua falta de conhecimento e educação financeiro.

Lacuna na desigualdade da riqueza - maior do que nunca

as

O mesmo não pode ser dito sobre a maioria dos 2 bilhões de classe com rendimento médio, bem como sobre os 3 bilhões de pessoas pobres existentes no mundo hoje. A maioria nunca teve nenhuma oportunidade real de ganhar exposição nos mercados globais de capital. No entanto, nos últimos anos, a consciencialização acerca da importância da educação financeira está a ganhar força entre os formuladores de políticas em muitas economias emergentes e em desenvolvimento em todo o mundo.

DISPONÍVEL PARA DESCARREGAMENTO
DISPONÍVEL PARA DESCARREGAMENTO
Descarregue já as nossas aplicações móveis oficiais.
A Financial.org é uma plataforma educacional. Nós NÃO lidamos com títulos nem recebemos quaisquer benefícios financeiros provenientes de Produtos Financeiros e Provedores de Serviços.
Todos os Direitos Reservados © 2016 - 2018